energia eólica  

 

 

QUALIDADE.ENG.BR

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U W V X Y Z

Loading

Relatório do IPCC de 2013
 
energia eólica  

 

 

QUALIDADE.ENG.BR

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U W V X Y Z

Loading

RELATÓRIO IPCC - 2013

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC em inglês), divulgou 26 de setembro de 2013, um novo relatório que aumenta o grau de certeza dos cientistas em quanto à responsabilidade do homem no aquecimento global.

Chamado de "Sumário para os Formuladores de Políticas", o texto afirma que há mais de 95% de chance de que o homem tenha causado mais de metade da elevação média de temperatura registrada entre 1951 e 2010, que está na faixa entre 0,5 a 1,3 grau - a edição anterior falava em mais de 90%.

O relatório afirma, também, que a concentraão de CO2 na atmosfera, é a maior em 800.000 anos e como parte desse CO2 é absorvido pelos oceanos, esses ficam mais ácidos, prejudicando o ambiente marinho.

De uma forma geral, alguns dos pontos principais do relatório, estão listados abaixo:

RESPONSABILIDADE DO HOMEM

Estudos do IPCC indicam que há mais de 95% de chances de que o homem tenha causado mais da metade do aquecimento global entre 1951 e 2010. A última edição do relatório, há seis anos, apontava para um percentual de 90%. A temperatura global deve aumentar pelo menos 2 ºC até 2100. Entre 1880 e 2012, a temperatura global subiu 0,85 ºC.

MAIS CALOR

O IPCC fez quatro cenários até 2100. Se houver menos emissões e mais políticas de combate ao aquecimento global, a previsão é que a temperatura suba entre 0,3 ºC e 1,7 ºC. Nos piores modelos, a previsão é que o calor aumente de 2,6 ºC a 4,8 ºC. As regiões áridas terão menos chuvas, e as úmidas, mais. “É importante ressaltar que o relatório fala de médias. Ou seja, em algumas regiões do país pode haver aumento de seis graus, com picos de mais de oito graus. A gente não está preparado para isso”, disse Carlos Rittl, Coordenador do Programa de Mudanças Climáticas e Energias do WWF-Brasil.


EMISSÕES DE GASES ESTUFA

O IPCC diz que a atmosfera apresenta níveis de gases-estufa sem precedentes, considerando os últimos 800 mil anos. Para combater o aquecimento global, especialistas querem que os países e as empresas se comprometam a reduzir o lançamento de CO2.

RELATÓRIOS DO IPCC

Este é o Quinto Relatório do IPCC, que será lançado em quatro partes, entre setembro de 2013 e novembro de 2014. Nesta sexta-feira, foi publicado o documento do Grupo de Trabalho I (sobre os aspectos científicos das mudanças climáticas). Entre os dias 25 e 29 de março de 2014, será a vez do Grupo de Trabalho II (analisando os impactos, a adaptação e a vulnerabilidade), que se reunirá em Yokohama, no Japão. O Grupo de Trabalho III (especializado na mitigação dos impactos das mudanças climáticas) está previsto para os dias 7 e 11 de abril em Berlim, na Alemanha. Por fim, será criado um relatório síntese, cujos trabalhos ocorrerão entre os dias 27 e 31 de outubro, em Copenhague, na Dinamarca.

AUMENTO DO NÍVEL DOS MARES

Entre 1901 e 2010, houve aumento de 19 centímetros do nível do mar. Os oceanos absorvem parte das emissões de gases-estufa e ficam mais ácidos, prejudicando a vida marinha. De acordo com o pior cenário do IPCC, o nível do mar pode aumentar 82 cm até 2100. E, no mais brando, fica entre 26 e 55 centímetros. A previsão é que 70% das regiões costeiras do planeta sofram com o avanço do mar.

PAUSAS DO AQUECIMENTO

Apesar de não citar os chamados hiatos no aquecimento global no relatório de 2007, o IPCC os reconheceu no último relatório, lançado nesta sexta-feira. Entre 1998 e 2012, a taxa de aquecimento foi 0,05 ºC por década, contra 0,12 ºC de 1951 a 2012. Este fenômeno, porém, não contradiz as previsões de aquecimento do planeta.

DIMINUIÇÃO DA MASSA DE GELO

A Groenlândia e a Antártica perderam gelo nas últimas duas décadas. Durante o verão, a previsão é que até 2100 a retração no Ártico seja de até 94% até 2100. O fenômeno contribui para o aumento do nível do mar.

O relatório, em sua versão oficial, em inglês, pode ser encontrado no link abaixo:

http://www.climatechange2013.org/images/uploads/WGIAR5-SPM_Approved27Sep2013.pdf


 política de privacidade